domingo, 13 de janeiro de 2019

A DOUTRINA DA TRINDADE

Texto Básico: Apocalipse 5: 1 – 10
Verso áureo: “E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Crsito, a quem enviaste.” (João 17:3)
INTRODUÇÃO DA LIÇÃO
Trindade: De onde veio esse dogma? Por que o protestantismo, não obstante dizer que aceita a bíblia como única regra de fé e prática, abraça esta doutrina? Já vimos que certos princípios do paganismo como imortalidade da alma, morada no céu, guarda do domingo e a celebração do natal, mesmo não tendo embasamento bíblico fazem parte do falso Cristianismo. A Trindade teve seu inicio no concilio de Nicéia, no ano de 325 d.C. e como defensor o arcedíago Atanásio. O assunto foi debatido em concílios posteriores e se estabeleceu, não na Igreja de Deus, mas na já igreja apostatada. O protestantismo herdou o dogma da Igreja romana, como também muitos outros de seus pontos de fé. A Igreja de Deus não assume posição unicista, dualista ou trinitária, mas busca com clareza, expor o entendimento apostólico do assunto.
QUESTIONÁRIO
1. Como se define o dogma da Trindade? Quem são os verdadeiros trinitarianos? Para Webster, Trindade é “a união de três pessoas ou hipóstases (O Pai, o Filho, e o Espírito Santo) numa divindade, de modo que todos os três são um Deus, com relação à substância, mas três pessoas ou hipostases com relação à divindade.” Os trinitarianos advogam que a divindade consiste em três pessoas distintas e que cada qual é Deus, todavia constituem um só Deus.
2. Pode o Espírito Santo ser considerado como terceira pessoa? Caso positivo, de qual pessoa Jesus seria Filho? Comentário: Se há três pessoas “distintas” Jesus deve ser Filho de uma das duas restantes. Segundo a Bíblia, quem gera um filho é considerado o pai (Salmos 2:7; Heb. 1:5) e quem gerou a Jesus foi o Espírito Santo (Mateus 1:20; Lucas 1:35). Por esse raciocínio lógico e havendo uma trindade, Jesus não é filho do Pai e sim do Espírito Santo, uma vez que ninguém pode ser gerado de duas pessoas.
3. Em que situações o Espírito Santo estaria sendo deixado de lado, se existisse mesmo a trindade? Nas saudações por carta os apóstolos sempre mencionaram o Pai e o Filho (Rom. 1:7; I Cor. 1:3; II Cor. 1:2; Gál. 1:3; Efés. 1:2; Fil. 1:2; Tiago 1:1; II Ped. 1:2; I João 1:3), etc. Embora o Espírito Santo apareça em I Pedro 1:2 e I Cor. 13:13, não é destacado como pessoa. Deus e Jesus aparecem em Seus tronos e a Biblia menciona dois tronos (Apoc. 3:21; Mateus 25: 31; Apoc. 22:3).
4. Reconhece a religião Papal a incoerência no caso desta doutrina? Graham Greene afirma: “Nossos oponentes às vezes afirmam que nenhuma doutrina deve ser sustentada dogmaticamente que não esteja explicitamente exposta na Escritura (ignorando que é somente pela autoridade da Igreja que reconhecemos certos Evangelhos e não outros como verdadeiros). Mas as Igrejas protestantes, elas mesmas, aceitam tais dogmas como a trindade, para a qual, não há um aprecisa autorização nos Evangelhos.” (The Catholic Church New Dogma: The Assumption of Mary, Life 30/10/50, pg. 51)
5. O fato de certos textos apresentarem as três expressões juntas prova uma trindade na divindade? Fatos atribuídos ao Espírito Santo indicam-lhe uma personalidade? Comentário: Deus sempre opera no meio dos homens, por Seu Poder, Seu Espírito, pois não pode manifestar-se pessoalmente entre nós. Entristecer o Espírito de Deus é entristecer a Deus. Pedro disse a Ananias e Safira que mentindo a ele, Pedro (nele estava o Espírito Santo) eles estavam mentindo a Deus (Atos 5: 4,5; Efésios 4:30). Se alguns textos atribuem ao Espírito certos sentimentos, devemos entender que se referem a Deus. Do Espírito é dito que pode ser derramado e encher as pessoas (Atos 2:4, 17): Como pode ocorrer isto com uma pessoa? Com o poder ou virtude que emana do Pai sim! É possível! Aqui justifica ser Deus o Pai de Jesus: pois O gerou por meio do Seu poder impessoal! O Espírito Santo é, portanto, o Poder de Deus.
6. Segundo as Escrituras, quem é Jesus e que papel exerce como enviado do Pai? Mat. 16:16,17; II João 3. Comentário: Jesus é o Filho do único Deus, não um Deus Filho. Exerce atualmente o trabalho sacerdotal de mediador. Submeterá a todos os inimigos debaixo de Seus pés, governará a terra no Reino Milenar Messiânico e após a restauração plena do planeta, o entregará ao Pai. Deus descerá para cá com a Santa Cidade e terá inicio a fase do Reino Eterno (I Cor. 15:24 – 29). Fica claro que Jesus e o Pai são mesmo duas pessoas distintas, mas que o Pai é o único e soberano Deus. Jesus é Seu filho. Se Jesus fosse o próprio Pai, como querem os unicistas, Ele não podia ser mediador. (I Tim. 2:4; Gál. 3:20).
7. Se a trindade apresenta três pessoas sendo cada qual um Deus e tendo individualmente os mesmos atributos, poderia ser um ser o Deus do outro? (João 20:17; Apoc. 3:12; Efés. 1:3,7; Heb. 1:8,9). Comentário: A Bíblia ensina que há um só Deus (I Cor. 8:6; João 17:3; Efésios 4:6). A Igreja de Deus crê em Jesus como o Filho de Deus e no Espírito Santo como sendo o próprio Deus em Espírito ou Poder (Mat. 16:15-17; João 4:24; II Cor. 3:17). Jesus aparece como Deus, por ser Seu Filho Único, ter nele Sua origem e pela autoridade dEle recebida para a obra que tinha que fazer (Fil. 2:6 e 11). No princípio, quando o Eterno pensou e falou, esta ação é a Palavra. A Palavra, ação de Deus, participou na criação de todas as coisas e se fez carne, a saber, o Senhor Jesus. Jesus, portanto pré-existiu como Palavra de Deus. Para que Moisés pudesse conduzir seu povo, precisava de autoridade. Deus considerou Moisés um como Deus e Arão como seu profeta (Êxodo 4:16; 7:1). Isto quer dizer que Moisés estava investido da autoridade divina para a obra que tinha que fazer. Neste caso representava e era Deus por procuração.

O REINO MILENAR MESSIÂNICO

A grande esperança do povo de Israel é pelo Messias e por uma era de paz e justiça na Terra. Exatamente esta é a mensagem que anunciamos ao mundo, ao testemunharmos do Evangelho do Reino do ETERNO. A instauração deste reino é certa e tudo indica que estamos próximos deste grande evento. Vivemos a parte final da estátua vista por Nabucodonosor e é nos dias destes reis que o Senhor levantará um reino que jamais será destruído. Não haverá nenhum outro governo intermediário!
QUESTIONÁRIO
1. Que importante promessa incondicional foi feita a Davi e confirmada ao povo judeu por meio dos profetas? Qual é o mistério anunciado aos profetas? A continuidade do reino e do trono de Davi, com o Messias no poder (Sl 89:3,4; 132: 11; Jr 23:5-8). Esta era, que denominamos Reino Milenar Messiânico, será um período de paz e justiça na Terra e disto falaram os santos profetas. Ao toque da sétima e última trombeta, o mistério encontrará seu cumprimento (Ap 11:15).
2. Passava pela mente dos discípulos de o Messias o estabelecimento de um reino nos céus? Pedro estava preocupado em como ir ao Céu com o Messias? Jamais foi ensinado ou crido pelos israelitas e pelos apóstolos um reino ou morada nos céus. Os discípulos, sempre que lhes parecia oportuno, indagavam se era o momento de o Messias assumir o comando em Jerusalém e instaurar o reino (Lc 19:11,12;João 6:14,15; 12:14,15; At 1:6¬8; Lc 1:68-74; 24:21; João 13:36,37; 14:3). Infelizmente, não puderam entender que o reino seria mundial e sobre todas as nações.
3. Para onde irá o Senhor o Messias em Sua vinda, após o glorioso encontro com Seu povo? É bíblico um retorno aos céus? A pedra que feriu a estátua não voltou para o Céu. Ao contrário, se fez um grande monte e encheu toda a terra (Dn 2:35). Quando o Messias vier, após o encontro com os salvos nas nuvens, Ele descerá sobre o Monte das Oliveiras (I Ts 4:17; Zc 14:4). Dará livramento a Jerusalém, converterá a Israel e se assentará no trono de Davi (Zc 12:8-10; 14:9; Mt 25:31; At 2:30). Não haverá retorno dEle ao Céu, para um reinado lá!
4. Qual é o principal objetivo do Reino Messiânico e que fato acontecerá no final deste? Como estará o planeta, após a derrota de todos os inimigos? A terra agora está contaminada e terá que passar por uma transformação (ls 24:5,6). o Messias já aniquilou o pecado com Seu sacrifício e agora virá para completar Seu trabalho, derrotando os inimigos para, no fim dos mil anos, entregar o Reino ao Pai (I Co 15:24-28; Sl 110:1.2). A terra, no fim do Milênio, totalmente purificada, estará apta para receber a Nova Jerusalém e o Pai (Ap 21: 1-3).
5. Quem serão os participantes do Reino e como se comportarão? Na condição de homens sobreviventes ao Armagedom, estarão aqui os israelitas e os restantes das nações (Is 24:6; Ez 36:36). Os restantes das nações (que se posicionaram contra Jerusalém, mas que sobreviveram) deixarão de ser ímpios e servirão ao Senhor, cumprindo-se assim muitos Salmos que proclamam um tempo em que todos os povos hão de adorá-Lo (Zc 14: 16; Dn 7:27; Sl 72:11; 22:27-29). Os santos, já não mais estarão como homens pecadores, possuindo portanto, uma natureza diferente (Mt 22:30; I Co 15:42-44, 52-54). OBS: Não mais possuirão esta natureza contaminada pelo pecado... Os salvos ressurretos farão parte dos 144.000 e estarão no governo; serão reis e sacerdotes durante todo o Milênio (Ap 5:9, 10; 20:6; 3:21; 2:26,27 - leia Apocalipse 7).
6. Que papel exercerá a cidade de Jerusalém terrena, no Reino Messiânico? Jerusalém terrena será a capital do Reino e de onde partirão todas as decisões. Haverá segurança e será exaltada e a ela concorrerão os povos (Is 24:23; 2:3; Mq 4:2; Jr 33:16; Jl 3:20,21; Zc 2:10¬13; 8:22).
7. Que sucederá aos homens no fim do Milênio? No fim do Milênio, a Terra estará novamente povoada. Os restantes das nações darão continuidade a vida humana no planeta, todavia, seus descendentes não conhecerão o mal. Não serão provados, pois satanás e suas hastes estarão aprisionados para não os enganarem. Findo os mil anos, este adversário será solto por um pouco de tempo, e buscará recrutar discípulos para a última tentativa de aniquilar a Cristo. Sitiará a cidade santa (Jerusalém terrena), mas fogo descerá do Céu e os consumirá (Ap 20: 1-10). Os homens que não aderirem a este levante, terão a oportunidade de adentrarem o reino eterno, pois a morte, o último inimigo, será eliminada (Ap 20: 14; 21 :24-26; 22:2). ...Então os olhos dos cegos serão abertos, e os ouvidos dos surdos se desimpedirão. Então o coxo saltará como o cervo, e a língua do mudo cantará de alegria; porque águas arrebentarão no deserto e ribeiros no ermo. E a miragem tornar-se-á em lago, e a terra sedenta em mananciais de águas; e nas habitações em que jaziam os chacais haverá erva com canas e juncos. Is 35:5-7

sábado, 12 de maio de 2018

DANIEL E A PREDIÇÃO DA HISTÓRIA MUNDIAL

Deus já nos demonstrou que não quer que seu Seu povo ande em trevas, quanto ao conhecimento de Sua vontade e dos acontecimentos vindouros. Por meio dos profetas bíblicos o Senhor revela-nos o futuro, suas gloriosas promessas e como podemos alcança-las. Daniel revelou ao rei Nabucodonozor fatos concernentes ao Seu reino e ao futuro de toda humanidade, até aos dias da implantação do reinado Milenar Messiânico.
"Ele revela o profundo e o escondido; conhece o que está em trevas, e com ele mora a luz." (Daniel 2:22)
Ao estudarmos o capitulo 2 do livro do profeta Daniel descobrimos um interessante episódio. O monarca caldeu teve um sonho, do qual não se lembrava mais. Convocou sábios de seu reino para lhe adivinharem o sonho e darem a interpretação. Como ninguém era hábil para tal, irou-se e mandou que todos fossem mortos. Essa ordem atingiria igualmente a Daniel e a seus companheiros hebreus. Daniel pediu tempo a Arioque, oficial do rei, para que pudesse buscar ao Senhor e dar a resposta. Daniel teve a revelação e se apresentou a Nabucodonozor, impedindo desta forma, a extinção dos sábios de Babilônia.
O que Nabucodonozor havia visto? De que materiais era composta a grande estátua?
Daniel, passo a passo, relata ao monarca qual tinha sido seu sonho.
"Estando tu, ó rei, na tua cama, subiram os teus pensamentos, acerca do que há de ser depois disto. Aquele, pois, que revela os mistérios te fez saber o que há de ser. E a mim me foi revelado esse mistério, não porque haja em mim mais sabedoria que em todos os viventes, mas para que a interpretação se fizesse saber ao rei, e para que entendesses os pensamentos do teu coração. Tu, ó rei, estavas vendo, e eis aqui uma grande estátua; esta estátua, que era imensa, cujo esplendor era excelente, e estava em pé diante de ti; e a sua aparência era terrível. A cabeça daquela estátua era de ouro fino; o seu peito e os seus braços de prata; o seu ventre e as suas coxas de cobre; As pernas de ferro; os seus pés em parte de ferro e em parte de barro. Estavas vendo isto, quando uma pedra foi cortada, sem auxílio de mão, a qual feriu a estátua nos pés de ferro e de barro, e os esmiuçou. Então foi juntamente esmiuçado o ferro, o barro, o bronze, a prata e o ouro, os quais se fizeram como pragana das eiras do estio, e o vento os levou, e não se achou lugar algum para eles; mas a pedra, que feriu a estátua, se tornou grande monte, e encheu toda a terra."
(Daniel 2:29-35) A INTERPRETAÇÃO DO SONHO:
"E onde quer que habitem os filhos de homens, na tua mão entregou os animais do campo, e as aves do céu, e fez que reinasse sobre todos eles; tu és a cabeça de ouro. E depois de ti se levantará outro reino, inferior ao teu; e um terceiro reino, de bronze, o qual dominará sobre toda a terra. E o quarto reino será forte como ferro; pois, como o ferro, esmiúça e quebra tudo; como o ferro que quebra todas as coisas, assim ele esmiuçará e fará em pedaços. E, quanto ao que viste dos pés e dos dedos, em parte de barro de oleiro, e em parte de ferro, isso será um reino dividido; contudo haverá nele alguma coisa da firmeza do ferro, pois viste o ferro misturado com barro de lodo. E como os dedos dos pés eram em parte de ferro e em parte de barro, assim por uma parte o reino será forte, e por outra será frágil. Quanto ao que viste do ferro misturado com barro de lodo, misturar-se-ão com semente humana, mas não se ligarão um ao outro, assim como o ferro não se mistura com o barro. Mas, nos dias desses reis, o Deus do céu levantará um reino que não será jamais destruído; e este reino não passará a outro povo; esmiuçará e consumirá todos esses reinos, mas ele mesmo subsistirá para sempre, Da maneira que viste que do monte foi cortada uma pedra, sem auxílio de mãos, e ela esmiuçou o ferro, o bronze, o barro, a prata e o ouro; o grande Deus fez saber ao rei o que há de ser depois disto. Certo é o sonho, e fiel a sua interpretação."
(Daniel 2:38-45) Cada parte que compõe a estátua representa um reino, tendo inicio com o Império Babilônico, vemos isso claramente no versículo 38: "E onde quer que habitem os filhos de homens, na tua mão entregou os animais do campo, e as aves do céu, e fez que reinasse sobre todos eles; tu és a cabeça de ouro." (Daniel 2:38) Daniel ao afirmar ao monarca, tu és a cabeça de ouro, inicia a revelação do sonho, sendo assim, cada parte da estátua representa o reino que viria sucessivamente. COMO ENTENDER O SIGNIFICADO DA PEDRA QUE ATINGIU OS PÉS DA ESTATUA? A pedra representa a vinda de Cristo e o estabelecimento de Seu Reino aqui na terra (Daniel 2:44 e 45). Note que, depois do quarto reino mundial, não existe mais nenhum reino de domínio humano. O quinto reino é o reino de Cristo. A pedra, após ferir e esmiuçar a estátua se forma um grande monte e enche a toda a terra. A pedra não retorna para o céu! SAIBA COM MAIS DETALHES - ENTRE EM CONTATO CONOSCO!

sábado, 21 de janeiro de 2017

A TERRA DENTRO DOS PLANOS DIVINOS - A NOSSA ESPERANÇA

"PORQUE ASSIM DIZ O SENHOR QUE TEM CRIADO OS CÉUS, O DEUS QUE FORMOU A TERRA, E A FEZ; ELE A ESTABELECEU, NÃO A CRIOU VAZIA, MAS A FORMOU PARA QUE FOSSE HABITADA: EU SOU O SENHOR E NÃO HÁ OUTRO." (ISAIAS 45:18)
Com a entrada do pecado no mundo em Adão, a terra, aos poucos foi se degenerando, passando do estado edênico e paradisíaco a uma situação que tende a piorar cada vez mais! Algumas religiões preconizam para os salvos um futuro utópico nos céus por algum tempo ou até mesmo a eternidade, dizem que haverá uma destruição de todo ser vivente deste planeta. Seria isto verdade?
Para que foi criada a terra? A terra foi criada perfeita e o próprio Deus a achou muito boa. "E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom." (Gênesis 1:31) O céu segundo a Bíblia é o trono de Deus, a terra sim foi criada e destinada para morada dos homens. Os céus são os céus do Senhor, mas a terra deu-a ele aos filhos dos homens." (Salmos 115:16)
Porque a terra está assim? As más condições do planeta nos dias atuais, foi resultado da opção escolhida pelo próprio homem. Deus, no entanto, há de cumprir seus firmes propósitos e a terra será renovada em tempos vindouros. "Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor, E envie ele a Jesus Cristo, que já dantes vos foi pregado. O qual convém que o céu contenha até aos tempos da restauração de tudo, dos quais Deus falou pela boca de todos os seus santos profetas, desde o princípio." (Atos 3:19-21) Adão, ao pecar deixou de ser perfeito e por sua má escolha deixou de ser perfeito como fora criado, mas Jesus, o segundo Adão veio pela primeira vez para firmar o propósito do Pai e mostrar a todos que o homem criado por Deus é capaz de vencer ao inimigo e resistir a todas as tentações. "Porque, assim a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem. Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo." (I Cor. 15:20,21) "Assim está também escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito em alma vivente: o último Adão em espírito vivificante." (I Cor. 15:45
A segunda vinda de Jesus Cristo marcará o início de uma nova era, será o início do Reino Milenar, mil anos será o tempo em que Jesus trará a terra ao seu estado original, e os planos de Deus se cumprirão assim como ele planejou, nada nem ninguém mudará o que está determinado. A idéia de uma morada nos céus tende a anular as promessas divinas, e foi o propósito do inimigo desde o princípio quando quis tirar o homem do paraíso, mas o fim de tudo será de acordo com a Santa vontade do Criador, então se cumprirá esta profecia: E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas; E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda. Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;" (Mateus 25:31-34)
Se o assunto é de seu interesse, entre em contato conosco e saiba mais sobre o Reino de Cristo e o futuro da terra! Email: igrejadedeusbarropreto@gmail.com fone: (42) 3259-1294 Cel: (42) 9 9999-5305

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Uma Igreja Organizada

VOCÊ JÁ IMAGINOU UMA IGREJA UNIDA SEM SER ORGANIZADA? Nosso Senhor Jesus Cristo ensinou seus discípulos a buscar primeiro a unificação dos filhos de Israel. Disse Ele: Mas vós deveis ir antes às ovelhas perdidas da casa de Israel. Em outra passagem, também se referindo aos filhos de Israel, alguém disse: E não somente pela nação, mas também para reunir em um corpo os filhos de Deus que andavam dispersos. (João 11:52) Quando cristo orou pelos seus discípulos e rogou ao Pai Celeste em favor dos seus seguidores, teve a preocupação de que todos se mantivessem unidos, por isso pediu com tanta insistência que o Pai os mantivesse em completa união. É impossível imaginar um corpo sem as devidas partes interligadas entre si ou sem organismos, que o faça funcionar. A Igreja é o corpo de Cristo, como diz as Escrituras. Mas para que esse corpo tenta vida é preciso estar ligada à cabeça e consequentemente, cada membro, órgão ou célula, tem que estar incondicionalmente interligados, para que o corpo seja saudável e tenha vida em si mesmo. Uma outra passagem diz que a Igreja é um corpo provido e organizado. - E não ligado à cabeça, da qual todo o corpo, provido e organizado pelas juntas e ligaduras, vai crescendo em aumento de Deus. (Colossenses 2:19) Ora, não há corpo se não houver organização e não há organização se não houver organismos e não há organismos se não houver órgãos, é não há órgãos sem haver as células. Para que o corpo esteja em perfeita unidade, todos os membros tem que estar ligados por um sistema de juntas e ligaduras; é o que diz o versículo acima. Tem que haver os sistemas que organizem membros, órgãos e células que darão sustentação e provisão ao corpo em si. Com a Igreja não é diferente. Portanto para que o corpo esteja ligado à cabeça que é Cristo, é importante que cada membro esteja unido pelas juntas e ligaduras, sendo gerenciado por um sistema que dê suporte e assistência, ao que chamamos de provisão. Não consigo imaginar uma igreja independente fazendo parte de um sistema. E se não faz parte do sistema, logo não faz parte do corpo também. E se não faz parte do corpo não pode estar ligado à cabeça que é Cristo. Assim como uma célula necessita de outra para formar o tecido, e os tecidos necessitam estar ligados entre si para formar os órgãos, e os órgãos necessitam estar ligados para formarem o organismo e consequentemente o corpo, assim a Igreja necessita de um sistema organizacional, sólidos e definido, que lhe dê suporte e gerencie suas funções, cujo principal órgão diretivo é Cristo no Céu, seguido de seu ministério constituído, unido e organizado aqui na terra. Autor: Evangelista Hanilton R. de Souza (Curitiba/PR) *Retirado do Jornal Em Verdade. Periódico de comunicação cristã da União nacional das Igrejas de Deus (7° dia) no Brasil - UNID (Edição Dezembro de 2015)

quinta-feira, 14 de maio de 2015

MORTOS PARA O PECADO

Leitura: Romanos 12: 1-3 PENSAMENTO! A Igreja deve sempre zelar pelos princípios, e produzir pessoas sinceras a Deus e à Sua Palavra, e que busquem em primeiro lugar o Reino de Deus. Objetivo do Estudo Conscientizar a todos de que não estamos salvos simplesmente por estarmos na Igreja, devemos buscar entendimento nas escrituras para que cheguemos cada vez mais à tão almejada perfeição. Para isso temos que abandonar alguns costumes e não olharmos mais com os olhos carnais. Introdução É impossível que alguém possa estar praticando obras da carne e ao mesmo tempo, vivendo em espírito. Ninguém deve se enganar! Só os verdadeiros e autênticos servos de Deus e que realmente passarem pela verdadeira conversão, é que estarão entre os salvos. Vamos nesse estudo analisar alguns detalhes que devemos observar para fazermos a perfeita vontade de Deus. Questionário 1 – Se somos agora Salvos, membros do Corpo de Cristo que é a Igreja, Como devemos agir agora em relação aos costumes do passado? Estamos mortos para o pecado; somos novas criaturas, ressuscitados no batismo. A velha natureza já e coisa do passado. “Porque também nós éramos noutro tempo insensatos, desobedientes, extraviados, servindo a várias concupiscências e deleites, vivendo em malícia e inveja, odiosos, odiando-nos uns aos outros.” (Tito 3:3) Devemos sempre agradecer a Deus pela Sua infinita misericórdia. Buscar a Ele em todos os momentos de nossas vidas. “Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência. Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também. Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou...” (Efésios 2: 2-4). 2 – Devemos nos encurvar ante aos ditames do mundo gentio? Nós somos a Igreja de Deus. Não somos mais gentios e temos normas e costumes próprios do povo de Deus. Não temos que dar satisfações a quem quer somente entrar em debates e zoações, devemos sim mostrar a verdade a quem realmente busca pela verdade. “Porque é bastante que no tempo passado da vida fizéssemos a vontade dos gentios, andando em dissoluções, concupiscências, borrachices, glutonarias, bebedices e abomináveis idolatrias; E acham estranho não correrdes com eles no mesmo desenfreamento de dissolução, blasfemando de vós. Os quais hão de dar conta ao que está preparado para julgar os vivos e os mortos.” (I Pedro 4; 3,4). 3- Que cuidados deve ter o salvo para não ser instrumento do maligno? O Homem descobriu o caminho da malícia ao comer o fruto da árvore proibida. O pecado cometido pela desobediência a Deus alterou o rumo das coisas. Deus os vestiu porque não viu mais condições de viverem nus. “E ele disse: Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me. ¹¹ E Deus disse: Quem te mostrou que estavas nu? Comeste tu da árvore de que te ordenei que não comesses? ²¹ E Fez o Senhor Deus a Adão e a sua mulher túnicas de peles e os vestiu.” (Gênesis 3:10,11,21) A necessidade de se cobrir ou vestir provém de Deus, portanto o uso de trajes que despertam a sensualidade é pecado. A Igreja de Deus sempre visou esse lado e sempre aconselhou os seus membros a se preocuparem com o porte cristão, tanto é que está incluso em nossos pontos fundamentais de fé, ademais o nosso corpo é o templo do Espírito Santo. “Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá; porque o santuário de Deus, que sois vós, é sagrado.” (I Coríntios 3: 16,17). 4 – Como podemos andar corretamente diante de Deus com um coração puro? “E vos vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou;” (Colossenses 3: 10). A renovação de nossa mente e a busca de crescimento espiritual irá contribuir para vivermos em espírito e nos afastarmos do pecado. Devemos sempre estar em busca de conhecimento ou nos aprimorando cada vez mais naquilo que já conhecemos, sempre existe algo de novo para aprendermos. Procuremos, portanto, ajustar nossos pensamentos à Palavra de Deus! 5 – Que conselho dá a Palavra aos que se consideram servos de Deus? a) Buscar a Santificação: “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor.” (Hebreus 12: 14) b) Buscar coisas de cima: “Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima.” (Colossenses 3: 1) c) Apartar-se da iniquidade: “Todavia o fundamento de Deus fica firme, tendo este selo: O Senhor conhece os que são seus, e qualquer que profere o nome de Cristo aparte-se da iniquidade.” (II Timóteo 2: 19). 6 – O que a Bíblia diz em relação ao Jovem que serve a Deus? “Eu vos escrevi, pais, porque já conhecestes aquele que é desde o princípio. Eu vos escrevi, jovens, porque sois fortes, e a palavra de Deus está em vós, e já vencestes o maligno. Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.” (1 João 2:14-17) (Ver também I Timóteo 4:12) Dizer que os jovens são mais fracos, e que a Igreja deve tolerar é pensamento do maligno, a palavra de Deus coloca tanto os pais quanto os jovens na mesma posição perante as responsabilidades. Fazer a vontade de Deus é dever de todos sem distinção de sexo, raça, cor ou idade.

CONHECEREIS A VERDADE E A VERDADE VOS LIBERTARÁ.

"Toda palavra de Deus é pura; ele é escudo para os que nele confiam." (Provérbios 30:5)